Craque da Rodada

Craque da Rodada

Brasileirão 2012

Carregando tabela do Brasileirão...

Acompanhe o Campeonato Brasileiro no Brasileirão.org

Gosta de Gallo?

sábado, 18 de agosto de 2012

Em jogo que foi um verdadeiro teste para cardíaco o Náutico  com golaço de Martinez  vence o Bahia por 1 a 0 diante de pouco mais de 14.300 torcedores.

O JOGO

O Náutico entrou em campo com 5 desfalques, dentre eles peças chave como Kieza e Souza e com estreias de Dadá e Rogerinho.

O jogo em si foi feio, truncado e encardido sem muitos lances de perigo.  O Náutico chegou mais próximos do gol em duas oportunidades com Rhayner, mas nada que fosse de muito perigo. O Bahia pouco chutava e levava perigo mais nas jogadas criadas com Souza. Sem muitas outras emoções o jogo terminou o primeiro tempo empatado por 0 a 0.


Na volta do segundo tempo o Náutico voltou com o mesmo time que saiu já o Bahia realizou mudanças para tentar deixar o time mais ofensivo e com maior volume de jogo. As mudanças do Bahia funcionaram e o time passou a gostar do jogo e logo com 2 minutos de jogo numa cobrança de escanteio obrigou Gideão a realizar uma grande defesa a queima roupa. O Náutico segurou a pressão inicial do Bahia e procurou cadenciar mais a partida, mas esbarrava  na falta de pontaria do setor ofensivo e nas mãos de Marcelo Lomba. O Náutico realizou duas mudanças na tentativa de deixar o time mais ofensivo e tentar acertar mais na pontaria, saíram Rogerinho e Kim para a entrada de Rico e Lúcio. Nada que surtisse muito efeito já que os jogadores tiveram atuações bem ruins, não se encontrando no jogo, com o passar do tempo e a pressão da torcida pelo gol o técnico Gallo mudou mais uma vez pondo João Paulo no lugar de Douglas Santos. O Bahia também mudou pondo Lulinha no lugar de Hélder e pondo o time para cima. Mas ai aos 43 minutos brilhou a estrela de um craque, Martinez, que no inicio de jogo chegou a preocupar, pois sentia dores no quadril e recebeu a bola no meio campo avançou até a entrada da grande área e deu um chutaço, marcando um gol lindo. Estava anotado aos 43 minutos do segundo tempo, Náutico 1x0 Bahia. Daí para frente foi só administrar o jogo seguiu até os 48 quando o árbitro encerrou a partida.

Golaço de Martinez

ANÁLISE DO JOGO

Partida tecnicamente feia, onde brilhou a estrela de um craque MARTINEZ. Destaque para as boas estreias de Dadá e Rogerinho que mesmo sem entrosamento não deixaram a desejar. Destaque também para Gideão que fez mais uma partida muito boa e garantiu a invencibilidade do placar alvirrubro. Lúcio e Rico foram às decepções, assistindo ao jogo hoje deu para perceber o porquê deles não serem titulares. No mais o time esta de parabéns pela vitória, agora é focar no clássico de domingo, buscar a terceira vitória seguida e subir cada vez mais na tabela rumo a Sul-americana.

Ficha do jogo

Náutico

Gideão; Alessandro, Marlon, Jean Rolt e Douglas Santos (João Paulo); Dadá, Martinez, Rogerinho (Lúcio) e Rayner; Kim (Rico) e Araújo. Técnico: Alexandre Gallo

Bahia
Marcelo Lomba; Neto, Titi, Danny Morais e Hélder (Lulinha); Fabinho (Diones), Victor, Fahel e Mancini (Ciro); Gabriel e Souza. Técnico: Caio Júnior

Estádio: Aflitos. Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG). Assistentes: Janette Mara Arcanjo (FIFA-MG) e Marcus Vinícius Gomes (MG). Gol: Martinez. Cartões amarelos: Hélder, Gabriel, Diones, Mancini (BA), Kim, Marlon, Dadá,
Martinez (N). Público: 14.358. Renda: R$ 244.550.


quinta-feira, 16 de agosto de 2012


O Náutico entrou e campo ontem contra a equipe do São Paulo, buscando a vitória para iniciar bem a sequencia de jogos em Recife e se afastar ainda mais do Z-4 e mirar a Sul-americana. E ontem definitivamente o Náutico mostrou um futebol de série A.

O JOGO

A partida começou movimentada e nos 5 minutos iniciais o São Paulo tocava a bola e chutou  a gol onde Gideão fez fácil defesa. O Náutico com uma marcação eficiente e jogando com velocidade nos contra-ataques passou a impor o seu jogo diante do São Paulo e logo no inicio do jogo Araújo perde chance de cara após rebote de Rogério Ceni. Kieza também deu um chute a gol. E depois de tanto insistir o gol saiu aos 12 minutos em bola rebatida, Kieza chuta e a bola bate na mão de Rafael Toloi e o árbitro marcou pênalti. Kieza foi para cobrança e com categoria mandou para o fundo das redes, fazendo Náutico 1 a 0. E aos 28 Araújo enfiou para Rhayner que deixou o marcador no chão e avançou para pequena área bateu no gol, mas Rogério fez boa defesa dando rebote e Araújo Samurai não desperdiçou chutou no fundo do gol fazendo Náutico 2 a 0. O São Paulo foi para cima, mas de nada adiantou o Náutico continuou senhor do jogo e teve mais chances de fazer o terceiro do que levar o primeiro. Souza em noite inspirada cobrou boas faltas obrigando Rogério Ceni a fazer boas defesas e nesse ritmo de pressão alvirrubra que o primeiro tempo se encerrou.


O segundo tempo começou movimentado e todos esperavam que o São Paulo fosse partir ao ataque buscando diminuir o placar, mas não foi oque aconteceu. O Náutico continuou com ritmo forte muito veloz nos contra-ataques e não deu espaço para o São Paulo.  E logo aos 16 minutos ampliou o placar num lance nada convencional em falha grotesca de Rogério Ceni que após cobrança de escanteio de Souza saio pra afastar de soco à bola, porém betu mal e a bola foi para traz e acabou caindo dentro do gol tricolor, decretando Náutico 3 a 0. E a pressão continuou, mesmo vencendo por 3 a 0 o Náutico continuou dominando o jogo e partindo bem nos contra-ataques a marcação paulista estava perdida em campo e a melhor chance do São Paulo foi numa cobrança perigosa de falta de Rogério Ceni. Com o placar definido o Náutico continuou pressionando e administrando o jogo até o apito final e aos 49 o árbitro encerrou o jogo.


ANÁLISE DO JOGO

 Partida impecável time foi muito bem, jogou de forma tática com muita categoria, velocidade, marcação e força ofensiva. O time foi guerreiro teve muita raça e jogou num coletivo extraordinário. Souza, Araújo, Rhayner e Martinez jogaram uma barbaridade, mas de forma geral todo time atuou bem. Não houve falhas na zaga o ataque foi certeiro e não teve vida fácil para o São Paulo. Agora é focar no jogo contra o Bahia no próximo sábado e mesmo sabendo que não teremos Souza, Ronaldo Alves e Kieza sabemos que temo reservas a altura, e o bom é que jogaremos o clássico com força total.  


Ficha do jogo
Náutico

Gideão; Patric, Marlon, Ronaldo Alves (Jean Rolt) e Douglas Santos (Lúcio); Elicarlos (Ramirez), Martinez, Souza e Rhayner; Araújo e Kieza. Técnico: Alexandre Gallo

São Paulo

Rogério Ceni; João Felipe (Casemiro), Rafael Toloi e Rodolfo; Douglas (Paulo Assunção), Denilson, Maicon, Jadson (William José) e Cortês; Cícero e Ademilson. Técnico: Ney Franco

Estádio: Aflitos. Árbitro: José de Caldas Souza (TO). Assistentes: Carlos Emanuel Manzolillo (TO) e Lúcio da Silva de Matos (PA). Gols: Kieza, Araújo, Rogério Ceni (contra). Cartões amarelos: João Felipe, Douglas, Cortês (SP), Kieza, Ronaldo Alves, Souza, Ramirez (N). Público: 14.022. Renda: R$ 233.450.
domingo, 12 de agosto de 2012

Numa noite onde mais uma vez o Náutico joga bem, mas as falhas individuais da defesa entregam o jogo Náutico saio do Rio de Janeiro com mais uma derrota nas costas. Arbitragem também deixou muito a desejar na partida.

O JOGO
O jogo começou movimentado e o Náutico foi pra cima, chegando a dar trabalho ao goleiro Felipe e conseguindo alguns escanteios. Porém o Flamengo começou a gostar do jogo e o Náutico a dar brechas para o time rubro-negro e ai aos 14 minutos numa jogada onde houve falta de Love em Ronaldo Alves (não marcada pelo árbitro) e falha de Marlon Vágner Love abre o placar para o Fla. O primeiro tempo seguiu assim jogo movimentado, Náutico buscando o ataque e o Flamengo também, tanto que Felipe e Gideão fizeram defesas difíceis. Mas no finzinho do primeiro tempo,  aos 43 mais uma falha bisonha da defesa alvirrubra com Ronaldo Alves que tinha a bola dominada na área e foi afastar fazendo graça e perdeu para Love que recuperou passou por Marlon tirou gideão e chutou na trave, mas no rebote mandou pro gol, estava anotado Flamengo 2x0 Náutico.


O segundo tempo o Náutico veio pro tudo ou nada, assumiu postura mais ofensiva com a entrada de Kim e partiu pro jogo, teve algumas boas chances com Rhayner e Kim, Kieza também chegou a desperdiçar, aos 35 Welinton escorrega e entrega a bola nos pés de Kim que só tinha o goleiro pela frente, mas chutou para fora. Antes disso Felipe já havia feito boa defesa num chute em chute de Kim. O Náutico seguiu esbarrando na defesa carioca e na falta de pontaria do ataque até mesmo com as entradas de Lúcio e Rico o time pouco  produziu e aos 48 o árbitro que teve uma péssima atuação, prejudicando o Náutico em muitos lances encerrou o jogo.


ANÁLISE DO JOGO

Foi mais uma boa partida do Náutico, ficou nítida a falta que Martinez faz e que Cléverson não tem condições de ser meia no Náutico. A zaga jogou miseravelmente falhando nos gols e entregando o jogo a um Flamengo que se resume e Felipe Cáceres e Vágner Love. Boa atuação de Araújo que no segundo tempo ao lado de Kim, que também fez boa partida foram ofensivos. Gallo mais uma vez escalou mal o time e pecamos pelas falhas de nossa zaga.

Agora é esquecer esse jogo e pensar que temos  4 jogo em Recife seguidos e 3 em casa, somar no mínimo 9 pontos é essencial.

FlamengoFelipe; Wellington Silva (Ibson), Marcos González, Welinton e Ramon; Víctor Cáceres, Luiz Antônio, Renato e Negueba (Bottinelli); Thomás (Liedson) e Vágner Love. Técnico: Dorival Júnior.

Náutico
Gideão; Patric, Marlon, Ronaldo Alves e Douglas Santos (Lúcio); Elicarlos, Souza, Cleverson (Kim) e Rhayner (Rico); Araújo e Kieza. Técnico: Alexandre Gallo.

Estádio: Raulino de Oliveira (Volta Redonda-RJ).
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (Asp Fifa-GO) e Marcelo Bertanha Barison (RS).
Gols: Vágner Love (2) (F).
Cartões amarelos: Wellington Silva, Negueba, Marcos González (F), Marlon, Rhayner e Souza (N).
Público: 9.308.
sábado, 11 de agosto de 2012

O jogador rescindiu contrato com o Ceará e acertou com o Náutico para a disputa da série A do brasileiro. O novo reforço deve desembarcar no Recife nesta segunda-feira. É a primeira contratação efetiva para o setor de armação do Náutico neste campeonato. Confira o histórico de Rogerinho.

ROGÉRIO MIRANDA SILVA

NATURAL: PARAGOMINAS-PA

NASCIMENTO: 24 DE DEZEMBRO DE 1984

CARREIRA: O jogador foi revelado pelo Remo. Já defendeu o Figueirense, Paysandu e Fortaleza. Ao se destacar no tricolor cearense, despertou interesse do futebol árabe. Do AK WASL do Emirados Árabes Unidos Rogerinho foi emprestado para o Bahia. Mais uma boa temporada e o meia atacante se transferiu para o futebol japonês, onde atuou pelo Vissel Kobe. O jogador ainda teve passagem pela Ponte Preta. No Ceará, Rogerinho ganhou o título de melhor meia do campeonato estadual desta temporada.

Fonte: Nautico-pe
quinta-feira, 9 de agosto de 2012



O Náutico foi até Porto Alegre para enfrentar a forte equipe do Internacional, diante de um bom publico. E mesmo num jogo duro e marcado por uma arbitragem polemica o Náutico saio de lá com 1 ponto na bagagem, resultado muito bom mas que poderia ter sido bem melhor.

O JOGO

O Náutico entrou em campo com a formação semelhante ado ultimo, com a mudança apenas da zaga, como Ronaldo Alves não pode jogar por ter recebido o  terceiro amarelo e também, por ter uma cláusula contratual que o impede de enfrentar o Inter,  e Alemão cumpriu muito bem o seu papel no lugar de Ronaldo e mesmo sem ter tido tempo de treinar com Marlon fez uma partida e tanto. O jogo começou movimentado e com o Náutico em cima nos minutos iniciais, sem conseguir acertar os passes e errados nas finalizações. O Inter logo começou a reação, foi para cima e passou a dominar a posse de bola e subir perigosamente ao ataque, porém sempre esbarrando na defesa alvirrubra aos 17 Fred deu um bom chute e Gideão fez boa defesa, antes disso Souza viu Muriel adiantado e tentou cobri-lo, mas a bola foi por cima da meta. O jogo seguiu movimentado o Náutico recuou e optou pelos contra-ataques e sem muitas chances de perigo o jogo encaminhou para o intervalo empatado.


No segundo tempo o Náutico voltou igual, mas o Inter mexeu para ser mais ofensivo, pressionado pelos torcedores e vendo seu ataque não render frutos, o técnico colorado Fernandão resolveu deixar o time ofensivo. O Náutico continuou jogando no contra-ataque e com um sistema defensivo muito bem postado conseguiu segurar as investidas do colorado. E chegou até a marcar um gol com Araújo que, mas de maneira absurda o assistente invalidou marcando impedimento que não existiu. Forlán não estava numa noite inspirada e num vacilo dado por Rhayner perdeu uma boa bola. Jogo foi truncado sem chances de muito perigo, as duas equipes errando o toque de bola e as defesas não deixando passar nada, foi nesse ritmo que o jogo seguiu. Gallo tirou Araújo para por Kim e logo em seguida entraram Gustavo e Lúcio no lugar de Alemão e Douglas Santos, esse que pareceu nervoso e fez algumas jogadas erradas, mas nada que fosse fatal. Aos 31 kim teve oportunidade de chutar e mandou nas mãos de Muriel. Dai em diante coma proximidade do fim do jogo e considerando o empate como um ótimo resultado o Náutico recuou e buscou segurar a partida, tendo ainda algumas investidas ao ataque, porém sem êxito, o jogo assim seguiu até que o árbitro encerrasse o jogo em mais uma lace polemico, pois ainda faltavam alguns segundo para os 48 e o Náutico tinha um bom contra ataque para puxar.


ANÁLISE DA PARTIDA

Sem duvida um resultado excelente, tirar ponto de times fortes fora de casa é importantíssimo.  O time voltou a atuar bem, jogou de igual para igual com o Inter e não teve medo, soube administrar a partida e conter os ataques colorados, defesa muito bem no jogo, estreia de Alemão foi muito boa. Time jogou bem, destaques para Martinez que é muito craque e um jogador muito regular e para os zagueiros Marlon e Alemão que fizeram uma partidaça. Agora é foco no Flamengo e buscar mais ao menos 1 ponto no Rio.

FICHA TÉCNICA

Internacional 0
Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Fabrício; Ygor, Guiñazu, Bolatti (João Paulo) e Fred; Jajá (Marcos Aurélio) e Diego Forlán (Rafael Pernão). Técnico: Fernandão.

Náutico 0
Gideão; Patric, Marlon, Alemão (Gustavo) e Douglas Santos (Lúcio); Elicarlos, Martinez, Souza e Rhayner; Kieza e Araújo (Kim). Técnico: Alexandre Gallo.

Estádio: Beira-Rio (em Porto Alegre-RS)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro/MG
Assistentes: Guilherme Camilo e Marcus Vinícius Gomes, ambos de MG
Cartões amarelos: Alemão, Rhayner e Martinez (Náutico); Índio e Fabrício (Internacional)
Público: 11.500

terça-feira, 7 de agosto de 2012

O Náutico segue contratando para a disputa da série A, depois da chegada do lateral Patric e do zagueiro Alemão, o Náutico anunciou a contratação do zagueiro Alison de 28 anos ex Vitória, Bahia e ABC e do meia Vinícius Pacheco  de 26 anos ex Flamengo e estrela Vermelha da Sérvia.
Mas as contratações não param por ai, o Náutico ainda vai anunciar em breve mais 3 reforços sendo um lateral que jogue tanto na direita quanto na esquerda, um meia e um volante. Os nomes são mantidos em sigilo mas segundo Carlos Kila devem ser anunciados em breve.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012



Numa noite iluminada e com mais de 12 mil torcedores o Náutico voltou a mostrar o bom futebol e atropelou o Santos nos Aflitos com direito a um golaço de Kim e gol de do artilheiro Kieza o quinto dele em cinco jogos.
Depois de três jogos e três derrotas sendo uma em casa de virada, o Náutico voltava aos Aflitos buscando a reabilitação diante de um Santos diferente do que se estava acostumado a ver, com os craques nas olimpíadas e muitos desfalques por lesão, o time santista liderado pelo benquisto Muricy Ramalho que mais uma vez foi homenageado pelo Náutico, recebendo um titulo de sócio patrimonial e uma camisa personalizada do clube, vinha  com a ideia que o empate seria bom resultado.

O JOGO

A partida começou movimentada e o Santos repleto de garotos, dominou os primeiros minutos, mas ainda assim não levou perigo ao Náutico, que teve um contra-ataque fortíssimo. Sempre que o Timbu subia para o ataque era perigo e o goleiro Aranha fez verdadeiros milagres em forte chute de Eli e em chute de Souza. Ainda no primeiro tempo o Náutico teve 2 gols anulados um de Araújo e o outro de Kieza, por impedimento mas, ambos de forma correta. Gideão fez poucas defesas e a zaga Timbu se mostrou segura durante a primeira etapa. Mesmo com o Náutico dominando quase que o primeiro tempo inteiro, graças a Aranha e a falta de pontaria dos alvirrubros as equipes foram para o intervalo empatado em 0 a 0.


No segundo tempo o inicio de jogo foi parecido com o primeiro o santos dominou o inicio de jogo, porém dessa vez com mais perigo e obrigou a defesa do Náutico a agir, e dessa vez ela foi eficiente. O Náutico seguia muito forte nos contra-ataques criados por Martinez, Araújo e Patric. Aos 14 minutos Araújo fez linda jogada deu um drible desconcertante nos zagueiros do peixe e chutou forte, Aranha defendeu, mas no rebote o estreante Patric deu um chutaço para o fundo das redes e abriu o placar para o Náutico 1 a 0.
A partir dai o Santos se mostrou mais ofensivo, Muricy escalou Miralles e o peixe foi para cima, mas sempre esbarrando na defesa ou em Gideão. Mas o atrevimento do peixe teve um custo alto. Os 35 minutos Kim recebe bola no meio campo, dribla a zaga inteira do Santos e sai de cara com Aranha e sem pena e com muita categoria bate por baixo do goleiro e faz um golaço, o gol da rodada segundo o globoesporte.com e anota no placar Náutico 2x0 Santos. Daí por diante foi mais fácil, o Santos ainda era ofensivo, partia para cima buscando seu primeiro gol fora de casa no campeonato. Mas uma vez o atrevimento do Santos custou caro e aos 46 minutos Araújo pega a bola no meio campo e enfia para Kieza que já passava a frente dos 3 marcadores santistas e de cara com Aranha chuta, o goleiro ainda toca na bola mas ele vai morres no fundo das redes é o quinto de Kieza no campeonato em cinco jogos e o terceiro do Náutico no jogo, o placar mostrava Náutico 3x0 Santos. Sem muito mais o árbitro acabou  a partida.


ANÁLISE DO JOGO

Sem duvidas o time foi bem, muito bem e voltou a mostrar o bom futebol de antes, jogou com raça e mesmo diante de um Santos desfalcado e atropelou. Dou parabéns a todos os jogadores que no geral atuaram bem, apenas Cléverson e Ramirez foram a baixo da média. Ótima estreia de Patric que mesmo mostrando não estar muito entrosado com o resto do grupo jogou bem e marcou um gol. Destaque para o criticado Kim que não era benquisto pela torcida e pela imprensa e ontem com um golaço e muita categoria mostrou de que é capaz e calou a boca de todos. E outro que merece todos os elogios foi o nosso Samurai Araújo que mesmo não marcando jogou muito e foi eleito pela torcida e pela crônica esportiva o melhor da rodada. Agora é focar no Inter quarta feira e buscar pontos fora, coisa que o Náutico não faz muito.

Estádio: Aflitos (Recife-PE)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio-GO
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés-RJ Evandro Gomes Ferreira-GO
Gols: Patric (Náutico, aos 14 do 2T), Kim (Náutico, aos 35 do 2T) e Kieza (Náutico, aos 46 do 2T)
Cartões amarelos: Ronaldo Alves, Kieza (Náutico)
Público: 12.266
Renda: R$ 197.395 

Náutico 3
Gideão; Patric, Ronaldo Alves, Marlon e Douglas (Lúcio); Elicarlos, Martinez,Souza (Ramirez), Cleverson (Kim); Araújo e Kieza.Técnico: Alexandre Gallo

Santos 0
Aranha; Bruno Peres, Durval, Bruno Rodrigo e Léo; Pedro Castro (Juan),
Henrique, Leandrinho (Dimba), Felipe Anderson, Bill e Victor Andrade (Miralles).

Técnico: Muricy Ramalho

Tradutor

Google-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

Responsável

Carlos Walfrido
Estudante, blogueiro e apaixonado pelo Clube Náutico Capibaribe.
Visualizar meu perfil completo

Contato

nacaoalvirrubra_cnc
@hotmail.com

Visitantes

Seguidores

Facebook